Escuridão Mortal / Against the Dark

28 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Dica de filme hoje no blog.

Com o ilustríssimo Steven Seavegal!

Eu já assisti e o filme e posso dizer que não foi dos melhores, mas também não é ruim! Steven aparece pouco e os vampiros não são tão atraentes como estamos acostumados, aliás, que eles parecem mais zumbis! É um filme de ação e terror (como de costume #Seavegal) mas com vampiros! Mas, apesar disso, a Dama da Noite recomenda!

Trailer

Sinopse: Tagart, hábil mestre da katana, comanda uma tropa de operações especiais composta por ex-militares justiceiros em uma missão sangrenta. Seu alvo: vampiros. Em um mundo apocalíptico, depois de muitos ataques de vampiros sedentos por sangue, alguns poucos sobreviventes ficam presos em um hospital infectado. Tagart é a única esperança desses sobreviventes. Ele sabe que a única cura é o extermínio. Chegou a hora de combater a sede implacável dos vampiros. Eles não têm nada a perder exceto os últimos vestígios de humanidade.

Vampiros. A busca pela verdade Part.1

19 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Documentário sobre Vampiros no Discovery Channel. O documentário está dividido em partes.

Part. 1

Asas de Anjo 2

13 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Veja a primeira parte da pequena história AQUI

Demétrius entrou a passos largos no quarto que ia sempre que precisasse de um lugar a sós. Era em um apartamento em um prédio abandonado que dividia com Daniel, outro anjo caído amaldiçoada pelo pecado de ingerir substâncias alucinógenas. Daniel não estava e Demétrius começou a se desesperar. Estava começando a sentir a fome, a violenta fome do seu pecado mortal. Seus olhos ardiam e sua pele suava em bicas. Um suor frio que escorria ao longo de sua testa franzida. Tirou o casaco preto e a camisa e os jogou em cima da poltrona alaranjada. Aquelas roupas estavam sufocando. Atirou-se sobre a cama e deitou de costas com um braço cobrindo os olhos que, apesar de o quarto estar na penumbra, a  pouca luz que vinha da rua parecia irritá-los. Há mais de um mês, essa desgraça não tinha voltado. Achava que por estar tentando se controlar ela estaria acabando. Porém, ela simplesmente não estava vindo. Por isso andava calmo. E também a presença de Stella o fazia esquecer-se de tudo. Acalmava-o de tudo isso. Seu anjo tatuado nas costas agora ardia em chamas. Não tinha visto, mas poderia imaginar que seus olhos já estavam totalmente negros.  Olhou rápido para o relógio da bancada. 9 horas da noite. Combinara de encontrar-se com Stella as 10 horas, quando ela saísse da Universidade. Não queria ter que aliviar-se, não queria ter que pagar seus pecados logo agora. Traindo Stella. Tudo por conta da sua maldição. Maldita hora que foi querer cair nas graças desse pecado maldito! Porém, tão pouco queria usá-la para essa façanha. Nunca faria isso com ela. Tentou concentrar-se no barulho da rua, os carros, o vento. Ou talvez o relógio fazendo seu tic-tac irritante. Qualquer coisa para distraí-lo e talvez, ele conseguiria passar por essa sem ter que cometer o ato.  Mas seus ossos começaram a doer. Como se estivessem mexendo-se dentro da pela. Um raspando no outro. Seu corpo começou a tremer e reparou que seu membro latejava. Estava completamente ereto e dolorido. Tirou o braço que tampava sua vista e abriu os olhos agora negros. A sua visão estava turva. Via sombras negras como nuvens carregadas de chuva. Logo em seguida começou a ouvir as vozes. Os anjos maus, pequenos demônios o desafiando. Rindo, gritando. Falando em uma língua que não conhecia. Desciam e subiam, deixando Demétrius perturbado. Apesar de elas não o tocarem. Sentou-se na beirada da cama e colocou sua cabeça entre as mãos. Não agüentaria mais um minuto dessa dor insuportável. Seu corpo todo doía e tremia. Sua cabeça latejava como se estive levando marteladas fortes. Seus olhos e o anjo em suas costas ardiam como nunca. E aquelas malditas sombras! Como se fosse muito distante, Demétrius ouviu seu telefone tocando. Estava no chão próximo da poltrona. Provavelmente caíra do seu bolso quando chegou. Em um movimento rápido Demétrius pegou o telefone. As sombras pareciam querer pegar o parelho dele. Brincando e zombando dele. Demétrius olhou no identificador de chamadas. Stella. Deus, quantas horas haviam se passado dessa tortura? Não podia mais agüentar. Doía-lhe tanto. E agora também doía-lhe o peito. O coração. Enquanto o telefone tocava mais uma vez, parecendo que Stella estava desesperada para lhe falar, uma lágrima silenciosa e brilhante caiu dos olhos de Demétrius enquanto franzia a testa. Precisava ver Stella, falar com ela, mas não desse jeito. As sombras gritavam em seu ouvido. Agora estavam mais próximas dele. As vozes mais altas. As dores mais fortes. O fogo queimando. Seu enorme corpo em tremor. Apertou o aparelho tão forte entre os dedos que o quebrou. Levantou em um pulo e jogou o telefone longe amaldiçoando a vida. Amaldiçoando a todos. Culpando Deus por esse castigo horrível. Amaldiçoando o Diabo por lhe mostrar o pecado. O tentar. Culpando a si mesmo. Andou até a poltrona, ou pelo menos tentou, pois no segundo passo, Demetrius caiu, não conseguindo se equilibrar direito. Engatinhou até lá e pegou seu casaco. Tentando levantar-se, apoiou as mãos na poltrona e colocou o casaco, apoiando-se agora nas paredes. Era difícil concentrar-se, mas pensou em onde queria estar e se foi. Junto com as dores e as sombras que o seguiam.

Demétrius estava na porta do Clube que ia com Daniel. Um lugar onde eles brincavam dizendo que “era a casa do Diabo”. Havia sexo, drogas, jogo, dinheiro, muita comida, muitas bebida, muita perversão. Totalmente sem escrúpulos.  Mas era esse lugar que os abrigava quando necessitavam. Demétrius entrou sem olhar para ninguém e seguiu em frente até a porta dos fundos a passos largos, respirando pesadamente. Ignorando um casal quase fazendo sexo e um grupo de homens e mulheres se entupindo de entorpecentes por onde passara. Passando pela porta dos fundos, assim que o segurança a abriu, Demétrius avistou Daniel sentado em uma das mesas redondas  que ficavam no centro de um confortável sofá, estava com um grupo de pessoas. Ele avistou Demétrius passar e gritou um “Dia difícil amigo? Junte-se a nós”. Mas Demétrius passou rápido, não lhe dando ouvidos. Aproximando-se da ultima mesa, um grupo de mulheres da casa e sem dizer uma palavra, pegou a primeira mulher pelo braço a arrastou para fora do Clube levando-a em um beco próximo.  A mulher estava bêbada e drogada. Ria alto e falava asneiras sem parar. Queria fazer sexo com ele. Afinal ela estava ali pra isso. Colocou 2 notas de 100 reais no meio do seu decote e a mulher riu. Demétrius reparou por um instante que a mulher tinha olhos castanhos claros. Quase verdes. Sentiu pena dela. Sem perceber, mentalmente pediu a Deus que tivesse piedade dela e sem dizer mais nada, Demétrius virou a mulher de frente para a parede. Ela falava, mas, ele não conseguia ouvir nada. Ouvia as sombras que riam e aplaudiam. Assoviavam. Ouvia a dor latejando em seu corpo. Rapidamente baixou o zíper da sua calça e logo depois, levantou o vestido da mulher baixando a calçinha até a metade da coxa. Sem mais esperar e ansioso para terminar logo com isso, Demétrius penetrou a prostituta com força. Depois de novo, e de novo, sentindo-se aliviar, sentindo as vozes indo embora com as sombras satisfeitas. Mas o vazio que sentia era tão grande que o fez gritar. Não era de prazer obviamente. Era dor. Simplesmente dor.

Lobisomem

12 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Lobisomem é um ser lendário, com origem em tradições europeias, segundo as quais, um homem pode se transformar em lobo ou em algo semelhante a um lobo em noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer.

Sabe-se que existem muitas versões dessa lenda traduzidas em filme e livros.  No Brasil, por exemplo, existem muitas versões dessa lenda.

A mais comum que se vê, é o homem que é mordido por um Lobsomem e então, ele vem a ser um também, sendo amaldiçoado eternamente. Transformando-se  apenas nas noites de lua cheia (o que é a parte mais bacana, na minha opinião). Sendo metade homem e metade lobo.

Eles se alimentam de vida (sangue e carne). É o seu único objetivo quando vêm a tona.

Nada de “foi pego a meia-noite na encruzilhada” ou ” veio de uma linhagem apenas de mulheres“. Como dizem outras lendas.

A partir do dia 19/01, a lua cheia vem nos comtemplar com sua beleza iluminando a escuridão. Será que algum Lobisomem vai estar andando por aí?

Fênix

11 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Música Fênix de Jorge Vercílo.

Linda e perfeita. Para os finais de noites solitárias e sombrias!          

                                     

Eu!
Prisioneiro meu

Descobri no brêu
Uma constelação…

Céus!
Conheci os céus
Pelos olhos seus
Véu de contemplação…

Deus!
Condenado eu fui
A forjar o amor
No aço do rancor
E a transpor as leis
Mesquinhas dos mortais…

Vou!
Entre a redenção
E o esplendor
De por você viver…

Sim!
Quis sair de mim
Esquecer quem sou
E respirar por ti
E assim transpor as leis
Mesquinhas dos mortais…

Agoniza virgem Fênix
O amor!
Entre cinzas arco-íris
Esplendor!
Por viver às juras
De satisfazer o ego mortal…

Coisa pequenina
Centelha divina
Renasceu das cinzas
Onde foi ruína
Pássaro ferido
Hoje é paraíso…

Luz da minha vida
Pedra de alquimia
Tudo o que eu queria
Renascer das cinzas…

E eu!
Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção…

O amor!
Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção…

Quando o frio vem
Nos aquecer o coração
Quando a noite faz nascer
A luz da escuridão
E a dor revela a mais
Esplêndida emoção
O amor!…

Irmandade da Adaga Negra – Black Dagger Brotherhood

10 de janeiro de 2011 § 3 Comentários

Não posso acreditar que alguém que ame romances vampíricos, ainda não tenha conhecido a série de J.R Ward.

Aqui no Brasil, ainda está no seu 4º livro da série, esses que contam as histórias do Rei Wrath, o guerreiro Zsadist, Rhage e Butch. Mas a caminhada ainda é longa. São, ao todo, 9 livros sobre a Irmandade.

Para baixar toda a série, entre no site do Shared e boa leitura.

Para quem ainda não tem, vale a pena comprar.

Capas (maravilhosas) brasileiras/Covers (beautifull) Brazilian

Capas estrangeiras/Covers Foreign/Entire Series

   

Sobre os Irmãos/ About Brothers

Wrath: The last purebred vampire on the planet and the vampire race’s king. Essentially blind, he is the leader who is not willing to lead until he is forced to care for a half-breed he falls in love with.

                   O último vampiro de sangue puro do planeta e é o rei da raça dos vampiros. Esselcialmente cego. Ele é o líder mas ele não está disposto a liderar, até que ee se vê obrigado a cuidar de uma mestiça (meia-vampira), e então ele se apaixona.

Rhage:  The strongest of the brothers and the best fighter. Cursed by the Scribe Virgin, he is possessed by a dark side which is a danger to everyone. Ultimately, though, he is gentled by a very special human woman.

                    O mais forte dos irmãos e o melhor lutador. Amaldiçoado pela Virgem Escriba, ele é possuído por um lado escuro, que é um perigo para todos. Porém, ele é suavizado por uma mulher humana muito especial.

Zsadist:  The most lethal of the brothers. A former blood slave who was mercilessly tortured during the first hundred years of his life, Z is the one who has fallen farthest from grace. But he is utterly worthy of redemption.

                       O mais letal dos Irmãos. Foi um escravo de sangue, sendo impiedosamente torturado durante os primeiros cem anos de sua vida,  Z é o único que mais tem caído em desgraça. Mas ele é totalmente digno de redenção.

 Phury:    The loyal one, the one who sacrifices himself for others. Phury is Zsadist’s twin brother and a celibate who cannot truly live because of everything his biological brother has lost. Used to giving rather than receiving, he needs love coming back at him to bring him alive.

                         O mais fiel, que se sacrifica pelos outros. Phury é irmão gêmeo Zsadist e um celibatário que não pode viver verdadeiramente por causa de tudo que seu irmão biológico perdeu. Usado para dar ao invés de receber, ele precisa do amor para voltar a traze-lo a vida,

Vishous:     The most intelligent and the one who is specially gifted. His curse is his ability to prognosticate: he sees the future, though not the ‘when’ of events so he is tortured by his inability to save those he loves from danger. His love puts him at odds with a secret about himself he did not know and could never have guessed.

                            O mais inteligente e é especialmente dotado. Sua maldição é a sua capacidade de prognosticar: ele vê o futuro, embora não “quando”  acontecerá, então ele é torturado por sua incapacidade de salvar aqueles que ama do perigo. Seu amor o coloca em conflito com um segredo sobre si mesmo, ele não sabia e nunca poderia ter imaginado.

Tohrment: The steady one, the calm one. He is the one whose betrayal by fate will cut the deepest.

                             Sempre seguro, calmo. Ele é o único cujo o destino irá fazer o corte mais profundo.

   Butch:     He´s a fighter by nature. A hard living, ex-homicide cop, he’s the only human ever to be allowed in the inner circle of the Black Dagger Brotherhood. And he wants to go even deeper into the vampire world- to engage in the turf war with the lessers. He’s got nothing to lose.

                              Butch O’Neal é um lutador por natureza. Uma vida dura, é ex-policial de homicídios, ele é o único humano a ser permitido no círculo íntimo da Irmandade da Adaga Negra. E ele quer ir ainda mais fundo no mundo dos vampiros para se envolver na guerra contra os redutores. Ele não tem nada a perder.

Rehvenge:   Rehvenge has always kept his distance from the Brotherhood, even though his sister is married to a member. Because he’s a sympath, his identity is a deadly secret- the revelation of which will result in his banishment to a colony for sociopaths. He will prove a great warrior.

                              Rehvenge sempre manteve distância da Irmandade, apesar de sua irmã ser casada com um membro. Por ser um sympath, sua identidade é um segredo mortal, a revelação deste, resultará em seu banimento a uma colônia para sociopatas. Ele irá mostrar-se um grande guerreiro.

Os livros da série são cheios de aventuras, romance e paixão. Intenso e maravilhoso!
The books are full of adventure, romance and passion. Intense and wonderful!

              

Deixe-me entrar

9 de janeiro de 2011 § Deixe um comentário

Este filme é uma refilmagem do terror suéco “Deixe ela entrar”.

Misterioso, sombrio e vampiresco. Uma história de amizade. Estréia prevista para 28 de janeiro.

Sinopse: Em ‘Deixe-me Entrar’, Owen é um garoto de 12 anos sempre satirizado pelos garotos de escola e negligenciado por seus pais, que estão a se divorciar. Com tanta solidão, Owen passa os seus dias planejando a vingança e as noites espiando o que acontece na vizinhança. Abby, menina independente que mora com seu silencioso pai, se torna sua única amiga. Frágil como Owen, Abby só aparece a noite, sempre descalça, aparentemente imune à neve do inverno. Owen se identifica e logo fazem relação única.
Quando uma série de assassinatos coloca a cidade em alerta, o pai da garota desaparece. Ele não aceita a ajuda de Owen, e seu comportamento bizarro faz o garoto pensar que Abby esconde algum segredo obscuro.

Trailler

Eu não vi o filme original mas, parece-me muito interessante.

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para janeiro, 2011 em .